E a Extrema Direita Agradece.


Imagem

Primeiro foi o Deputado Federal Jair Bolsonaro do PP/RJ, e agora, mais recentemente, o também Deputado Federal Marco Feliciano PSC/SP, dois exemplos do radicalismo próprio da extrema direita, e que apesar das opiniões tão fortes quanto preconceituosas vem encontrando em parte da população um apoio e sustentação temerária.

Ora, entendo que opiniões e posições extremadas cabem em bem poucas situações da nossa vida, pois a história nos mostra que o desenvolvimento intelectual, cultural e, por que não econômico, de um povo invariavelmente o leva a novas percepções sobre todos os assuntos, até mesmo sobre àqueles considerados tabus, portanto sendo aconselhável que extremismo só seja admissível quanto ao caráter do ser humano que deveria ser sempre o mais correto, justo e ético.

Mas o que temos visto ultimamente é um verdadeiro show de horrores, e por mais que seja próprio da “democracia” a diversidade de opiniões, me choca ver que ainda nos dias de hoje conceitos tão ultrapassados ainda sobrevivam e ganhem força nas palavras de pessoas que deveriam representar à todos, indistintamente, mas vejam, a culpa não está em tais condutas, pois elas só se fortalecem onde não há um bom exemplo a ser seguido.

E é nesse ponto que quero chegar, durante anos e anos a direita, bem como a sua face mais perversa, a extrema direita, reinou absoluta no comando dessa nação, e por mais que a esquerda se movimentasse nada parecia poder abalar os alicerces de um cenário político conservador, mas veio o fim do regime militar, e com isso a possibilidade de, enfim tirar a direita do poder, mas não sem uma luta fervorosa nas urnas, pois a elite não permitiria que o sistema que o melhor representa deixasse o poder, principalmente para partidos fundamentados em ideologias de esquerda.

Daí que partidos como PT e PSDB, de origem socialistas, mesmo com a redemocratização do país, custaram a alcançar o ponto mais alto do comando político nacional, conduto esse dia chegou, primeiro com o PSDB e mais tarde com o PT, e surpreendentemente ambos fizeram o possível e impossível para esquecer o seu passado, passando de forma descarada para o lado da direita, a ponto do PT se intitular como sendo de centro esquerda, e diante da mudança passaram a governar para àqueles de sempre, e assim diante da sua evidente descaracterização tais partidos vem contribuindo de forma decisiva para o ressurgimento da face nefasta da extrema direita.

Como PT e PSDB se perderam no caminho da história eles se perderam também na condução do rumo do país, e o que vemos hoje é uma verdadeira crise de autoridade onde todos se acham no direito de fazer ou não o que quiser, prevalecendo a vontade pessoal de cada um em detrimento da lei.

Diante da ausência de comando, o que surge são posições extremadas como solução para os dilemas que se abatem sobre a sociedade, e como porta vozes dessas, figuras grotescas como as já citadas, e assim ressurge forte a extrema direita, fascista, nazista e racista.

E assim quem mais celebra o (des)governo do PT e do PSDB, é o radicalismo ideológico de bestas humanas que vem nas opções pessoais de outros seres humanos uma afronta à sua opinião pessoal, e como retaliação buscam criar condições para uma nova caça às bruxas numa reedição atualizada do “Malleus Maleficarum” (Martelo das Bruxas).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s