Operação Delegada. Vamos Aos Fatos…


“Com esse programa, as prefeituras ganham porque têm policiais militares fardados trabalhando para a segurança da cidade sob o comando da Polícia Militar. Quem ganha é o Estado que terá maior efetivo policial nas ruas, o que vai reduzir os índices de criminalidade e dará maior segurança à população. Ganha também o policial que vai melhorar sua remuneração e vai trabalhar totalmente dentro da lei, fortalecendo a segurança pública e principalmente ganha a sociedade.”, afirmou o governador Geraldo Alckmin.

Olha o golpe! Antes de qualquer coisa o maior interessado na maldita Operação Delegada é o incompetente governo do PSDB, assim dá a entender que está aumentando a segurança, enquanto o município dá uma pequena esmola ao policial, então vamos aos fatos:

O único fato positivo dessa excrescência seria o valor pago para o policial trabalhar em seu dia de folga, pois em muitos casos ele pode deixar de praticar outra excrecência, o tal do “bico”, de natureza irregular e que acaba por expôr o profissional à perigos que normalmente não enfrentaria em serviço, contudo, ao utilizar-me do termo condicional “seria” quero demonstrar que esse é mais um golpe do governo que assim se sente no direito de não valorizar o seu servidor com um salário digno, mesmo porque esse mesmo profissional exercendo as suas atribuições conforme a determinação legal necessitará do seu dia de folga para recompor as sua energias para dar continuidade ao seu árduo trabalho.

Agora que acredito ter demonstrado que o único ponto positivo nada mais é do que uma mera ilusão, criado pelo governo no intuito de encobrir a sua incompetência em valorizar o servidor público, me aterei a demonstrar os pontos falhos dessa proposta absurda e indecente, vamos lá:
1º. O Servidor policial deixa de descansar no período estabelecido e necessário para prestar serviço em troca de esmolas;
2º. O governo ao invés de coibir a prática da irregularidade que é o “bico, com a contraprestação de um salário digno, oficializa essa aberração;
3º. Em seu discurso (o que parece que é a única coisa que ele sabe fazer) ele afirma que “com esse programa, as prefeituras ganham porque têm policiais militares fardados trabalhando para a segurança da cidade sob o comando da Polícia Militar. Quem ganha é o Estado que terá maior efetivo policial nas ruas, o que vai reduzir os índices de criminalidade e dará maior segurança à população…”, MENTIRA, pois quem vive na capital paulista sabe que a única atribuição dos policiais que trabalham no regime dessa nefasta operação delegada é a de apreender mercadorias e coibir a prática do comércio ambulante, mesmo poque prestam serviço à Prefeitura, e esta por sua vez terceirizou o serviço antes praticado pela sua guarda metropolitana, agora realizado pela Polícia Militar. Assim não há que se falar em redução dos índices de criminalidade, mesmo porque os policiais à serviço do município se restringem às áreas centrais e comerciais, deixando mais uma vez a periferia à própria sorte e onde a criminalidade graça sem ser incomodada.

Quero deixar claro a minha contrariedade na criação e aplicação dessa desgraça denominada Operação Delegada, tanto pelos motivos expostos acima, quanto por acreditar que este é mais um engôdo tucano que, por incompetência e má-fé, insiste em fazer “gambiarra” nos serviços prestados à população, principalmente aos mais humildes, contudo entendo as razões que levam aos policiais envolvidos a trabalhar nesse “bico oficial”, mas parem e pensem, essa não é a saída para a classe policial, isso não lhes interessa, o único que ganha com essa absurdo é o governo, e pela lógica que rege o sistema o que serve para eles não serve para os servidores públicos.

Um pensamento sobre “Operação Delegada. Vamos Aos Fatos…

  1. Não há que se falar em bico oficial, mesmo porque na acepção da palavra o bico é proibido.
    Quem sugeriu a operação delegada foi a própria PM para os polciais deixarem de fazerem bicos em locais perigosos e desprotegidos. nunca se ouviu falar em polcial morto executando operação delegada. Essencialmente sou contra qualquer tipo de serviço além do horario de cumprimento profissional. O policial como qualquer trabalhador necessita de descanso tanto físico como mental. Quanto à inutilidade dos policias posso afirmar com certeza que cumprem o papel só com a presença física. O que menos fazem é para o que estão destinados que é fiscalizar camelos e apreender mercadorias ilegais.
    Reafirmando, sou contra pelos motivos acima expostos. Sou a favor de um ordenado descente, treinamento adequado e equipamento eficiente. O Estado tapa o sol com a pemeira com a má remuneração ao invés de conceder um ordenado descente e o descanso merecido aos profissionais de segurança que é muito desgastante tanto fisico como psiquico.
    Se alguém contestar por favor argumente com fundamentação.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s