O Dia Em Que Faremos “Direito”.


Muitas são as justificativas encontradas para os fatos que ocorrem em nossas vidas, e certamente sobre algumas não temos influência, de nada adianta as nossas ações, contudo, da maioria deles os nossos atos repercutem de maneira definitiva, para o bem ou para o mal.

O que nos falta é autocrítica, pois invariavelmente a culpa nunca recai sobre às nossas costas, como seres humanos não lidamos com os nossos erros da mesma maneira que lidamos com o erro dos outros, até parece que nunca falhamos, que somos perfeitos, embora a história nos mostre que o contrário é a regra.

Somos permeados de defeitos, egoístas e pretensiosos até para julgar o que fazemos, nada mais importa se entendermos que estamos bem, e se acaso estivermos mal todo o resto também não tem importância, para nós a única coisa importante somos nós.

E diante da nossa conduta o que está claro é que só podemos estar bem se todos desfrutarem do mesmo sentimento, mas cegos por nossos vícios não vemos o que está à nossa frente, e parece que só perceberemos o que é óbvio quando tudo estiver à beira do caos, teremos que ver a escuridão absoluta da noite para vislumbrarmos o raiar do sol.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s