Nível Universitário Para Investigadores e Escrivães de Polícia – Hora De Levantar, Sacudir a Poeira e Dar a Volta Por Cima.


Escrevo esse post após o resultado da reunião ocorrida no Palácio dos Bandeirantes onde deveria ter sido decidido como o governo reenquadraria as carreiras de Investigador e Escrivão de Polícia, e creiam que como muitos, também não sai feliz com o que ouvi, pois uma vez mais o PSDB e o Picolé de Chuchu nos tratou como de costume trata os servidores públicos.
Necessitei de um tempo para me refazer de mais esse golpe, mas passado o impacto me pus a pensar se de tudo o que presenciei houve algum ponto positivo, algo a se comemorar, e se o governo estava tão indiferente com o nosso movimento como pretendeu transparecer.
Pois bem, por mais que muitos questionassem a força da mobilização, uma vez que certamente tínhamos no local um número muito menor do que poderíamos ter, acreditem havia uma quantidade considerável de policiais, número esse que segundo opiniões de outros excedera consideravelmente ao de outras mobilizações em seu estágio inicial, como por exemplo as primeiras manifestações que resultaram na greve histórica. Isso considerando todo o esforço empreendido pelo governo para esvaziar a mobilização, programando operações por todo o estado, principalmente pelo interior, e mesmo alterando no último instante o local da reunião.
Ora, se o governo se propôs a tão vergonhoso papel, cabe a nós percebemos que de alguma maneira o incomodamos, ou por qual razão programaria tais operações e mudaria o local da reunião no último momento? E se o incomodamos certamente estamos no caminho certo, pois com essa turma a lógica se inverte, o que é ruim para eles é bom para nós.
Sendo assim, agora refletindo e de forma serena concluo que estamos no rumo certo, e a não proposição de qualquer “oferta” governamental indica o acerto da mobilização, uma vez que nada apresentou exatamente para mais uma vez testar a nossa força, determinação e homogeneidade, querem ver até onde aguentamos, blefam, como num jogo de pôquer, eles querem saber como está a nossa “mão”, se temos cacife para ir até o fim.
Ora se o governo demonstra temor, vamos em frente, agora é o momento em que devemos nos concentrar em dar o troco, mostrar à que viemos, sempre de forma ordeira e dentro dos limites da lei, pois quem as transgride são criminosos e o governo, e portanto não podemos descer à plano tão baixo, sob o risco de nos nivelarmos com esses lixos.
Creiam como eu creio, pensem e analisem se não tenho alguma razão, mesmo porque se o Picolé de Chuchu estivesse tão firme no seu propósito já teria mandado nos comunicar de que não trataria mais do assunto e ponto final, voltando ao jogo de pôquer, se a sua “mão” fosse tão boa já teria decidido e mostrada as cartas.
Nesses próximos dias precisamos nos reeguer e partimos para a luta, pois uma batalha é apenas uma parte da guerra, e esta, não tenho dúvidas, não está perdida.
Mobilizemo-nos ainda mais, vamos marcar novas manifestações, e em cada uma das próximas com um número ainda maior de participantes, e veremos ao final quem rirá por último.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s