Delegados De Todos Os DP´s e Seccionais Da Capital Se Reúnem Com Marcos Carneiro Lima.


Fonte: site da Polícia Civil do Estado de São Paulo

Na manhã desta sexta-feira (11), delegados titulares de todos os distritos e seccionais da Capital se reuniram na sede do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap) para ouvir do delegado geral, Marcos Carneiro Lima, as principais determinações do comando da Polícia Civil para as unidades de polícia territorial.
“O comando gera desgaste, quem não tiver força para isso, está iludido”, disse Marcos Carneiro ao iniciar a pauta da reunião, cujos itens englobaram medidas para valorização do policial civil. “Temos que ter a coragem de mudar a nossa forma de administrar os recursos humanos”, frisou. E ainda: particularidades do trabalho de polícia judiciária, desde o básico controle de frequência dos funcionários até a aprendizagem do trabalho a partir de estatísticas criminais. “Houve uma mudança radical na polícia de Nova Iorque quando era prefeito Rudolph Giuliani. Ele se reunia com policiais do comando de toda a cidade e perguntava a cada um deles o que estava fazendo em relação a tal crime. Ele sabia quantos roubos ocorriam em determinada área, furtos, estupros, e isso por causa do bom uso de estatísticas”, contou o delegado geral.
Marcos Carneiro orientou os delegados a cobrarem dos subordinados e a fazerem também eles próprios relatórios diários do trabalho feito em sua respectiva unidade. “Analisando B.O´s (boletins de ocorrência) se faz a geografia de uma área”, afirmou, e incentivou a todos a se relacionarem com subprefeitos, guardas civis metropolitanos, funcionários de hospitais, bombeiros e policiais militares, para que essa interação surta efeitos positivos para a sociedade.
“A DGP está de portas abertas”, garantiu Carneiro. “Precisamos de coisas práticas para recuperarmos o Decap, e vou cobrar trabalho com responsabilidade, educação e firmeza”, prometeu. Frisando o motivo da reunião: melhorar o Decap, o delegado geral deu continuidade à reunião de trabalho falando da necessidade de os policiais monitorarem suas áreas de atuação, mapeando os pontos críticos elencando a incidência de crimes. “É uma mudança cultural”, ponderou. “Mas é possível vermos isso acontecer, ainda que em gerações futuras”.
O delegado geral mencionou o acervo dos cartórios, que precisa ser revisto. “Inquéritos policiais têm que ser relatados em até dois anos”, defendeu. Assim como o acompanhamento por parte de chefias do trabalho dos policiais “Haverá um sistema para verificação do que o policial fez durante o dia, com instalação de um GPS em cada rádio digital das viaturas”, afirmou.
Marcos Carneiro operou mudanças no processo de transferência de policiais civis entre departamentos. O trâmite que obrigava o policial transferido a buscar um ofício em sua chefia, levá-lo à Delegacia Geral, em São Paulo, para que fosse carimbado, e com ele se dirigir à futura unidade de trabalho, muitas vezes em outra cidade, agora é feito pela Intranet (rede de comunicação interna) da Polícia Civil, sem necessidade de qualquer deslocamento físico. Os trâmites dos processos administrativos (PA´s) igualmente são realizados pela Intranet. “O inquérito policial eletrônico é uma realidade que está para acontecer rapidamente”, apontou Marcos Carneiro, falando das facilidades de alguns trabalhos policiais serem feitos on line.
“O sucateamento de viaturas será feito pela Delegacia Geral de Polícia Adjunta”, disse o chefe da Polícia Civil. Hoje são 5 mil veículos nessas condições. Outra mudança na Polícia Civil diz respeito à elaboração das provas para os concursos públicos de ingresso às carreiras policiais civis, que será feita por entidade alheia (externa) à Instituição. “Para nenhuma carreira haverá mais o exame oral… E serão quesitos eliminatórios os exames psicotécnico (já existente) e físico (que será futuramente exigido)”, assegurou. Uma das modalidades estudadas para fazer parte da prova física é natação.
“Mobilidade e disposição é o que nos difere dos burocratas. Estamos reestruturando os departamentos. O Decap já está com outra cara, mas a luta é constante, diária”, finalizou Carneiro, que ainda agradeceu a todos pela presença e empenho, especialmente nos últimos dez meses.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s