Procurador-Geral Defende Salário De R$ 32 mil…


Vejam só os senhores que beleza, mais uma notícia absurda num país com tamanha desigualdade social, o senhor Roberto Gurgel, Procurador-Geral da República, e que certamente recebe um salário muito maior do que merece, ou mesmo, do que precisa, saíra em defesa dos “coitados” e “desamparados” Ministros do Supremo Tribunal Federal:
“O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, defendeu os reajustes nos salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Se fossem aprovadas as duas propostas em tramitação no Congresso, a remuneração dos integrantes do STF passaria dos atuais R$ 26,7 mil para R$ 32 mil, um aumento de aproximadamente 20% na folha de pagamento.”
Para essa figura “isso não seria exorbitante”, e diz isso como se um salário de 26.700,00 não fosse nada de mais.
Ora meu caro Procurador, vá procurar o que fazer, primeiro, porque os Ministros do S.T.F. já são suficientemente adultos, e põe adultos nisso, para reivindicarem um aumento, e, segundo, porque se os senhores Ministros da Corte Suprema são tão bons no que fazem devem buscar melhores salários na iniciativa privada ou mesmo montar o seu próprio escritório, haja visto que o que percebem já extrapola qualquer limite do bom senso, pois àquele que se submete ao serviço público deveria ganhar um limite não superior à R$ 15.000,00, pois qualquer valor acima disso sujeitaria o Estado à um custo que não poderia arcar, uma vez que estaria beneficiando uma pequena parcela dos servidores em detrimento da sua maioria, que ganham bem menos.
Procurador Roberto Gurgel, vá trabalhar, não acredito que o senhor não tenha tarefas mais sérias e urgentes para tratar, agora se, ainda assim, continuar incomodado com a “miséria” que ganham os Ministros do S.T.F. faça o seguinte, pegue o seu salário, que deve ser inversamente proporcional ao pouco que trabalha, e distribua aos “coitadinhos” que devem estar passando necessidades terríveis com um salário tão minguado, e se, durante os vários momentos em que não está fazendo nada de útil, por um caso do acaso se lembrar dos milhões de brasileiros que vivem com um salário-mínimo, encontre uma forma de buscar na justiça a reparação do mal que os sucessivos governos vem causando à essa nossa gente trabalhadora.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s