O Carrinho de Compras Dos Órgãos Governamentais.


Enquanto o povo brasileiro luta de forma árdua para, ao menos, colocar em seu carrinho de compras o essencial para o seu bem estar e de sua família, já que a cada ida ao supermercado os preços sofrem variações de preço à taxas que não correspondem aos índices de aumento do seu salário, e dessa forma a conta no final do mês só fecha graças à uma série de abstinências a que se sujeita, nos mais variados órgãos do governo parece que a fartura não tem limites.
E é por isso que divulgo uma notícia do site Contas Abertas, onde, independentemente da legalidade ou mesmo da necessidade, fica demonstrado que tais órgãos não passam pelas privações as quais o Governo Federal nos sujeita pela exorbitante carga tributária que nos impõe.


21/08/2011
Carrinho de compras: Itamaraty compra 1.098 garrafas de uísque
Dyelle Menezes
Do Contas Abertas
Além de auxiliar a Presidência da República na formulação da política exterior do país, o Itamaraty é conhecido pelos eventos diplomáticos realizados nos seus grandes salões. Jantares, celebrações e cerimônias protocolares são comuns para manter boas relações com governos estrangeiros. E nesta semana, o ministério terá que abrir espaço na sua adega, pois foram empenhados R$ 70,5 mil na compra de 1.098 garrafas de uísque.
Na nota de empenho, do dia 1° de agosto, consta que serão entregues 488 garrafas de um litro, com envelhecimento mínimo de oito anos e valor unitário de R$ 45,99, além de outras 610 garrafas, também de um litro, mas com envelhecimento de 12 anos, estas últimas ao custo de R$ 78,72 cada. Nos dois casos, o envelhecimento será em barril de carvalho, de primeiro ou segundo uso, podendo ser provenientes do envelhecimento de vinho ou Bourbon. Outra exigência é a procedência do destilado, que deverá ter sido produzida, envelhecida e engarrafada na Escócia.
A assessoria de imprensa do Ministério das Relações Exteriores (MRE), órgão responsável pela compra, informou que esta é a primeira vez que se realiza a modalidade de pregão para adquirir tal quantidade de bebidas. “A previsão é que esta compra sirva para os próximos 2 ou 3 anos”, afirmou o ministério. Pelo protocolo, em recepções, coquetéis, almoços e jantares oferecidos no Itamaraty, é usual que sejam servidas bebidas alcóolicas. Nos últimos anos, o cerimonial do MRE utilizou garrafas apreendidas pela Receita Federal, mas o fato não se repetiu por causa do atual estoque de uísque, que está abaixo do normal. “Como o estoque da Receita Federal também está pequeno, e ainda seria necessário arcar com o ônus do transporte de São Paulo para Brasília, o ministério preferiu realizar o pregão. Entretanto, quando for economicamente viável, voltaremos a utilizar bebidas apreendidas”, completou a assessoria.
No Legislativo, depois de duas semanas comprando termômetros digitais, a Câmara dos Deputados desta vez adquiriu 2,1 milhões (21 mil centos) de copos plásticos descartáveis para água. Comparando com os númeors do último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apenas seis cidades brasileiras tem a população maior do que o número de copos descartáveis comprados pela Casa. O valor total da compra feita junto a Ativa Comércio e Serviços ficou em R$ 37,4 mil.
No Congresso, as gastos não pararam por aí. O Senado Federal empenhou R$ 12,6 mil para a reforma do banheiro do gabinete do senador Vital do Rêgo (PMDB/PB), localizado no 1º pavimento do bloco A, na Ala Teotônio Vilela. A empresa que vai realizar o serviço é a Engeluz Construção e Engenharia. 
Outra compra curiosa desta semana partiu do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), que reservou R$ 26,6 mil para a aquisição de 1.600 apoios de gel para teclado e 1.500 apoio de punho para mouse, pelo custo unitário de R$ 8,45 e R$ 8,72, respectivamente. O fornecedor dos objetos vai ser a Laitano Indústria e Comércio Ltda.
Já o Superior Tribunal de Justiça (STJ), pelo visto, também estava precisando de “apoio”, mas no caso, para outra parte do corpo. O órgão reservou R$ 1,7 mil para comprar 33 apoios para pés, ao custo unitário de R$ 52,49. Os novos componentes devem ser entregues em 20 dias corridos e terão garantia de 12 meses. O Judiciário parece estar preocupado com a postura de seus funcionários. Com os produtos ergométricos, terão mais conforto quando estiverem sentados em suas mesas ou digitando seus computadores.
Outro gabinete, o da Vice-Presidência da República também saiu às compras Para os funcionários do Palácio, foram comprados 25 monitores de vídeo, por R$ 9 mil. Já os garçons, motoristas e camareiras que atendem a pasta e o Palácio Jaburu tiveram seus uniformes renovados. Nesta semana foram empenhados R$ 4,9 mil para compra de 165 camisas sociais masculinas da cor branca, R$ 1,2 mil para 38 gravatas na cor azul, R$ 1,4 mil para 53 novos cintos na cor preta e, para completar, R$ 5,5 mil na aquisição de 84 sapatos sociais masculinos.
*Vale ressaltar que, a princípio, não existe nenhuma ilegalidade nem irregularidade neste tipo de gasto feito pela União e que o eventual cancelamento de tais empenhos certamente não ajudaria, por exemplo, na manutenção do superávit do governo ou em uma redução significativa de despesas. A intenção de publicar essas aquisições é popularizar a discussão em torno dos gastos públicos junto ao cidadão comum, no intuito de aumentar a transparência e o controle social, além de mostrar que a Administração Pública também possui, além de contas complexas, despesas curiosas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s